Atualizado 07/10/2017

Lula é investigado pelo MPF por incidente de falsidade de recibos

Em defesa, os advogados de Lula negam que haja qualquer irregularidade na documentação

Divulgação
Divulgação

O Ministério Público Federal abriu mais uma investigação que envolve o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Dessa vez, a ação é para apurar a veracidade dos recibos de aluguel referentes a um apartamento em São Bernardo do Campo (SP), apresentados pela defesa do petista.

O MPF acredita que o imóvel é objeto de propina negociada entre a Odebrecht e Lula.

Os advogados do ex-presidente anexaram os recibos aos documentos para provar que o aluguel estava sendo pago. No entanto, há a suspeita de que parte dos recibos tenha sido assinada no mesmo dia pelo empresário Glaucos da Costamarques, dono do apartamento.

Costamarques é primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula e já condenado na operação Lava-Jato por corrupção.

Em defesa, os advogados de Lula negam que haja qualquer irregularidade na documentação e atribuem a negociação do aluguel do imóvel à ex-primeira-dama Marisa Letícia, já falecida.

Fonte: Agência do Rádio Brasileiro
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções