Atualizado 17/05/2018

UE publica decisão sobre embargo a 20 frigoríficos do Brasil, sendo 12 da BRF

O Brasil é o maior exportador de frango do mundo e a União Europeia é seu principal comprador

Divulgação
Divulgação

    União Europeia publicou nesta segunda-feira (14) a decisão divulgada em abril de proibir importações de produtos de carne, especialmente aves, de 20 fábricas brasileiras que eram autorizadas a exportar ao bloco europeu. Dentre as 20 fábricas, 12 são unidades da BRF.

 

    A decisão é um desdobramento da operação Carne Fraca e entra em vigor no segundo dia após a publicação no diário oficial desta segunda-feira, de acordo com o documento.

 

    O Brasil é o maior exportador de frango do mundo e a União Europeia é seu principal comprador. O bloco é responsável por 7,5% do frango vendido pelo país ao exterior, em toneladas, e 11% em receita, segundo dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

 

    Nesta segunda, as ações da empresa subiram 3,2%, enquanto o Ibovespa teve variação positiva de 0,01%.

 

    "(...) Investigações em andamento e ações recentes da Justiça no Brasil indicam que não há garantias suficientes de que os estabelecimentos das empresas BRF e SHB, autorizados a exportar carne e produtos cárneos para a União, cumprem com os requisitos relevantes da União", diz o texto da UE, referindo-se à última fase da Carne Fraca, em março, que teve a BRF como alvo.

 

    "Por conseguinte, os seus produtos podem constituir um risco para a saúde pública e é adequado removê-los da lista de estabelecimentos a partir dos quais são autorizadas as importações na União de carne e produtos à base de carne", afirma a UE.

 

    A BRF tem atualmente 35 unidades produtivas no país, mas nem todas exportam para a União Europeia. As fábricas da BRF citadas na lista da UE estão em:

 

Toledo (PR)

Ponta Grossa (PR)

Francisco Beltrão (PR)

Concórdia (SC)

Chapecó (SC)

Capinzal (SC)

Nova Mutum (MT)

Várzea Grande (MT)

Dourados (MS)

Rio Verde (GO)

Serafina Corrêa (RS)

Marau (RS)

 

    Nesta segunda (14), a BRF informou que deu férias coletivas para 2,3 mil funcionários da unidade de Rio Verde, na região sudoeste de Goiás. A dispensa afeta os funcionários da linha de abate de aves. Além de Rio Verde, a empresa colocou funcionários de outros três frigoríficos em férias coletivas: Capinzal (SC), Carambeí (PR) e Toledo (PR).

Fonte: Reuters
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções