Atualizado 27/09/2018

Caibi reúne sala de situação e seguem mobilizado contra o mosquito Aedes

Entre os dias 29 de outubro e 01 de novembro, acontecerá uma mobilização para identificar, eliminar, tratar e adequar possíveis criadouros do mosquito, sensibilizando a população sobre o problema

Ascom Caibi
Ascom Caibi

A Prefeitura de Caibi, através da Secretaria Municipal de Saúde, realizou na tarde desta sexta-feira (21), uma reunião da sala de situações, que envolveu representantes de secretarias e departamentos públicos, servidores, vereadores, igrejas e entidades do município, para avaliar e programar ações contra a dengue. O prefeito Elói José Líbano prestigiou o encontro.

 

    A reunião foi coordenada pela equipe de atenção básica e setor de endemias, onde foram debatidas ações, como a mobilização que acontecerá entre os dias 29 de outubro e 01 de novembro, no município, para identificar, eliminar, tratar e adequar possíveis criadouros do mosquito, sensibilizando a população sobre o problema.

 

    Segundo dados do setor de endemias, o município de Caibi passou a ser considerado infestado ainda em 2017, contando até o momento com 114 focos, próximo a desencadear um alto risco de transmissão de dengue, zika e chikungunya.

 

    O prefeito Elói José Líbano destacou a importância da mobilização da população, para evitar epidemias. "Todo o trabalho de combate à dengue, tem o respaldo do Poder Público, que fiscaliza e orienta as ações. No entanto, cada munícipe precisa fazer a sua parte e colaborar para evitar uma epidemia e quem sabe até mortes, ocasionadas pelo mosquito", destacou o prefeito.

 

    O secretário municipal de saúde, Sidnei Bellé, destacou que a Secretaria de Saúde tem feito o possível para orientar e evitar a transmissão, porém, os números da região e do município são alarmantes. "Estamos equipando o combate ao mosquito com a aquisição de um drone, que servirá para a fiscalização em locais de difícil acesso, além de reestruturar a equipe de combate à endemias, que conta agora com duas profissionais, que realizam o trabalho junto com os demais profissionais das equipes. É preciso a união de toda a comunidade, para juntos vencermos o mosquito", finalizou Bellé.

 

    Todos os membros da sala de situação estarão mobilizados para divulgar e auxiliar nos trabalho do mutirão, que acontecerá em outubro.

Fonte: Ascom Caibi
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções