Atualizado 23/10/2018

Chapecoense é dominada pelo Cruzeiro, perde e se complica na luta contra o rebaixamento

Ressaca pós-título? Não para o Cruzeiro. Time mineiro domina a partida e complica o verdão na luta contra o descenso. Dos próximos 24 pontos disputados, a Chape precisa de 14

Divulgação
Divulgação

Depois de ser hexacampeão da Copa do Brasil no meio da semana e com grande festa antes do jogo, o Cruzeiro recebeu a Chapecoense em Minas Gerais. O jogo, válido pela 30º rodada do Campeonato Brasileiro aconteceu na Arena Independência, pois a casa do time mineiro, o Mineirão, recebia o show de Roger Waters.

 

    A Chapecoense foi a Minas para se recuperar da derrota em casa para o Vitória na última rodada e sair da zona de rebaixamento. O Cruzeiro, já assegurado na Copa Libertadores 2019 e com o título da Copa do Brasil 2018, pouco tem para fazer no Brasileirão.

    

    Mas, pra quem achou que o Cruzeiro iria entrar com a “ressaca” do título, se enganou. O time de Minas colocou pressão na Chape, desde o inicio do jogo. Os mineiros alugavam o campo defensivo do Verdão e aos 21’, Thiago Neves fez um golaço com um chute de fora da área.

 

    Após o gol, a Chape não teve força para igualar as ações com o Cruzeiro. O time celeste pressionava e aos 29’, depois de boa defesa do goleiro Jandrei, De Arrascaeta cabeceou e fez o segundo. Até os 38’, a Chape só tinha uma finalização ao gol de Fábio.

 

    Aos 40, depois de um cruzamento de Bruno Pacheco, Leandro Pereira cabeceou no contrapé de Fábio, o goleiro fez uma linda defesa. Quando a Chape mostrava sinais de melhora na partida, depois de um escanteio, Dedé marcou aos 43’. Aconteceu à primeira ação boa para a Chapecoense no jogo, o fim do primeiro tempo.

 

    O futebol apresentado pela Chapecoense no segundo tempo foi muito superior ao do primeiro. Aliado a uma natural displicência do time mineiro, o Verdão criou algumas chances de gol. Aos 3’, após o lateral Egídio se atrapalhar com a bola, Canteros chutou com força, a bola passou rente à meta de Fábio.

 

    Um pouco desorganizada, mas com mais chances de gol, a Chapecoense esbarava em uma noite muito feliz do goleiro cruzeirense, Fábio. Aos 34’ Yann Rolim cruzou na área, a bola desvia em Dedé e Fábio se esticou todo para salvar o que seria gol contra do zagueiro do Cruzeiro.

 

    O Cruzeiro conseguiu equilibrar a partida e o placar não mudou mais.

 

    Com o triunfo, o Cruzeiro se manteve na 10º posição com 40 pontos. Com a derrota, a Chapecoense não sai da 18º colocação e estaciona nos 31 pontos.  Para chegar no “número mágico” de 45 pontos – pontuação que especialistas apontam para o time não ser rebaixado – nas próximas oito rodadas, a Chape precisa somar 14 em 24 pontos a serem disputados.

 

    Os times voltam a campo no sábado. A Chapecoense recebe o América-MG e em Minas, o Cruzeiro pega o Paraná.

Fonte: ClicRDC
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções