Atualizado 12/03/2019

Mondaí contempla 228 Mondaienses com cirurgias oculares

Ao todo, 190 pessoas foram contempladas com o procedimento cirúrgico de Catarata e 38 com o de Pterígio.

Ascom Mondaí
Ascom Mondaí

A Administração Municipal, por meio da Secretaria da Saúde, tem realizado Mutirões de Cirurgias Oculares constantemente. Até agora, o atual Governo já beneficiou 228 Mondaieses com os procedimentos. Nesta quarta-feira, 06, acontece um novo Mutirão, no Hospital de Iporã do Oeste.

 

    O mutirão de cirurgias é um plano de ação da atual Administração, que visa reduzir a fila de espera na rede pública. Ao todo, 190 pessoas foram contempladas com o procedimento cirúrgico de Catarata e 38 com o de Pterígio.

 

    O Prefeito Valdir Rubert e o Vice-Prefeito, Alzir Slaviero, estiveram visitando os pacientes no Hospital de Iporã. De acordo com o Prefeito, a ação visa garantir um atendimento de qualidade à população, e diminuir as filas de espera. “Estamos sempre trabalhando para garantir conforto e qualidade de vida e saúde aos cidadãos”, declara.

 

    O Prefeito agradece a toda a equipe da Secretaria da Saúde, pelo trabalho realizado e pelo cuidado com os pacientes.

 

    De acordo com o Secretário da Saúde, Ginther Otto Dreher, a equipe médica que está realizando o atendimento veio de São Paulo, da Clínica Cristalink. “Estamos felizes por poder proporcionar esses procedimentos aos Mondaienses, principalmente por se tratar de uma equipe de médicos especializados no assunto, para bem atender a população”, enfatiza.

 

    A catarata age como uma perda visual progressiva, tanto para perto quanto para longe. Essa baixa de visão, pode ser unilateral ou bilateral. O paciente pode queixar-se de perda de contraste das cores e troca frequente do grau dos óculos, sem melhora da qualidade de visão.

 

    O Pterígio, popularmente chamado de “carne crescida”, consiste em uma lesão benigna causada pelo crescimento fibrovascular de um tecido conjuntival na área de exposição ocular em direção à córnea. Normalmente cresce de forma lenta durante a vida e pode parar seu crescimento em certo ponto. Em casos avançados, a lesão continua progredindo até recobrir o eixo visual correspondente à pupila e interferir na visão.

Fonte: Ascom Mondaí
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções