Atualizado 03/06/2019

SC tem 5 mortes por gripe A em 2019

Campanha de vacinação vai até sexta. Todos os pacientes tinham algum fator de risco associado.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Santa Catarina registrou cinco mortes por causa da gripe A H1N1 em 2019, segundo boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) divulgado nesta segunda-feira (27). Todos os pacientes tinham algum fator de risco associado. A campanha contra a doença vai até esta sexta-feira (31).

 

    Os pacientes que morreram são moradores de Blumenau e Brusque, no Vale do Itajaí, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul, no Norte, e Tubarão, no Sul. Duas vítimas tinham mais de 60 anos.

 

    Casos no estado

 

    Em todo o estado, 66 pessoas tiveram gripe A ou B no período entre 30 de dezembro de 2018 e sexta (24).

 

    Casos de gripe A e B em SC em 2019

    Gripe A H1N1: 53

    Gripe A H3N2: 11

    Gripe A com subtipagem em investigação: 1

    Gripe B: 1

    Fonte: Sinan Influenza Web

 

 

    A maior parte dos pacientes tinha algum fator de risco associado.

 

    Casos de gripe A e B em SC em 2019 por fator de risco

    Sem fator de risco: 25

    Doentes crônicos: 12

    Menor de 2 anos: 4

    Idosos: 20

    Obesidade: 5

    Fonte: Sinan Influenza Web

 

    De acordo com a Dive-SC, de maio a agosto são os meses em que os vírus mais circulam, historicamente. A diretoria recomenda que os pacientes procurem o serviço de saúde aos primeiros sintomas da gripe, especialmente as pessoas que tenham algum fator de risco associado. Esse grupo inclui também as grávidas e mães até 45 dias após o parto.

 

    Vacinação

 

    A Dive-SC informou que, até sexta (24), 70,11% dos grupos prioritários havia se vacinado contra a gripe. Quem não foi imunizado, deve procurar um posto de saúde até a próxima sexta (31).

 

    Fazem parte dos grupos prioritários:

    crianças (6 meses a menores de 6 anos);

    gestantes;

    trabalhadores da saúde;

    mães até 45 dias após o parto;

    povos indígenas;

    idosos;

    professores;

    portadores doenças crônicas;

    presos;

    funcionários do sistema prisional;

    profissionais das forças de segurança e salvamento.

 

    Prevenção

 

    Para prevenir a gripe, a Dive-SC orienta:

    lavar as mãos com frequência;

    evitar ambientes fechados e com aglomeração;

    manter superfícies e objetos que tem contato frequente com mãos limpos com álcool - como mesas, teclados, maçanetas e corrimãos;

    não compartilhar objetos de uso pessoas, como copos e talheres.

Fonte: Fonte: G1 / SC
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções