Atualizado 18/10/2018

Suspeitos de falsificar Carteiras de Identidade são presos em SC

'Operação Fantasma' foi deflagrada pelo Gaeco

MPSC/Divulgação
MPSC/Divulgação

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) deflagrou nesta terça-feira (16) a Operação Fantasma, contra um esquema criminoso de falsificação de identidade no estado.

 

    Até o início da tarde desta terça-feira, três pessoas haviam sido presas e quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Lages, na Serra catarinense, Porto Belo, Camboriú e Balneário Camboriú, no Litoral Norte.

 

    Segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), foram expedidos 19 mandados de prisão que devem ser cumpridos ao longo desta semana.

 

    Destes, 16 pessoas são beneficiárias do esquema e outras três articuladoras, entre elas, um funcionário público.

 

    Investigações

 

    Entre as ações investigadas, a suspeita é de que o esquema envolvia pegar certidões de nascimento de pessoas mortas para utilizar os dados e fraudar novas identidades.

 

    Os crimes investigados são estelionato, falsidade ideológica, falsidade documental e associação criminosa.

 

    A investigação é do Gaeco - força-tarefa do MPSC, polícias Militar, Civil, Rodoviária Federal, e Secretaria Estadual da Fazenda - com a 5ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages.

 

    Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Lages, cumpridos por policiais do Gaeco de Lages e Itajaí.

Fonte: G1/SC
© Copyright 2017 - Rede Nossa Rádio, Todos os direitos reservados Desenvolvido por HZ Soluções